Marcelo Nobre em seu escritório em São Paulo

Marcelo Nobre

Advogado que atua no Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça, Tribunal Superior Eleitoral e Tribunal de Contas da União, pós-graduado em Direito Societário. De 2008 a 2012 foi conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), onde se destacou por integrar comissões técnicas que deliberaram temas considerados estratégicos para o Judiciário.

Saiba Mais

Homenagem ao Desembargador Antônio Carlos Malheiros

Estou muito triste com a notícia! Como todos disseram, um ser humano diferenciado. Uma história incrível mostra quem era essa grande figura humana: no inverno ele se juntava ao grupo de pessoas que distribuía sopa fumegante aos irmãos necessitados que moravam nas ruas do centro de SP. Certa vez ele chamou um deles que dormia […]

Não calaremos, tá ok?

“Por mais que o presidente insista em usar a força para calar a imprensa, pessoas como eu não permitirão. Por tudo isso é que eu não me calarei, tá ok?”. Artigo publicado na coluna do jornalista Fausto Macedo no Estadão

Webinar “Contratos: Jurisprudência antes e depois da pandemia”

Especialistas reunidos na tarde desta quinta-feira (21/5) para um debate online na TV ConJur sobre contratos chegaram à conclusão de que eles não serão os mesmos depois da pandemia da Covid-19

Horário Nobre

Entrevista com Luís Menezes Leitão

O Horário Nobre entrevista, pela AllTV, Luís Menezes Leitão, bastonário (presidente) da Ordem dos Advogados Portugueses. Ele fala dos desafios da advocacia no contexto da pandemia e da situação dos advogados brasileiros em Portugal. Professor catedrático da Universidade de Lisboa, Menezes Leitão também discute a relação entre Ministério Público, Judiciário e a defesa do Estado de Direito.

Entrevista com Pepe

O Horário Nobre entrevista, pela AllTV, o ex-jogador de futebol José Macia, o Pepe. Ele relembra histórias e títulos do legendário time do Santos Futebol Clube da década de 1960, de sua relação com Pelé e do Bicampeonato Mundial com a Seleção Brasileira em 1958 e 1962 . O “Canhão da Vila” revela ainda o segredo de seu potente chute de esquerda e analisa o futebol e os ídolos da atualidade.